Contra-Governança, Leis de Newton & Governança de TI

A chegada da Web 2.0 e da mobilidade traz consigo as sementes da ruptura. A “massa” se transformou em “nicho”, o “macro” em “micro”. O marketing de massa se transformou em marketing one-to-one. O que aconteceu com Marketing se dará com TI. A contra-governança chega a TI.

As leis da mecânica são substituídas pelas Leis do Caos. As reações aos movimentos das empresas dão em várias formas (concordar, reforçar, refutar, compartilhar, descartar), por vários grupos (heavy users, soft users, followers, prospects, etc) e em vários momentos (hoje, amanhã, nunca).

E Agora Governança de TI?

As intenções da Governança de TI são garantir a performance dos sistemas e minimizar riscos. No entanto, isso é compreendido de maneira diferente por muitos usuários e consumidores de TI (sejam de sistemas, aplicativos ou em produtos). Governança de TI tem sido compreendida como um conjunto de regras arbitrárias, impostas por “alguém lá em cima” para defender seus interesses próprios. Governança de TI, para eles, não visa maximizar sua experiência de uso/consumo.

Os ingredientes para o surgimento de movimentos de contra-governança estão sobre a mesa. Esses ingredientes são: questionamento à imposição de padrões, defesa de interesses individuais e oposição a relações unidirecionais.

Leia o artigo também em nosso portal

Esse post foi publicado em TI e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s